Rafael Ramos de Lima – Pai - Jogador da Chapecoense

GEOVANA ESTÁ NO COLÉGIO DESDE O PRÉ II.

Quando a Geovana veio estudar aqui no Trilíngue, ela encontrou uma escola onde tem uma qualidade de ensino muito grande e, ao mesmo tempo, que exige do aluno, tem uma humanidade muito grande e respeito. Então, um dos motivos que me fizeram continuar aqui em Chapecó, um dos principais, foi porque a minha família foi muito bem tratada e a Geovana aqui no colégio tem só crescido, tem se tornado cada vez mais uma criança muito inteligente.

Leia mais...

Marilene Scapinello - Bancária

ESTÁ NO COLÉGIO HÁ 5 ANOS, DESDE O INÍCIO. 

A Luíza apresentou um desenvolvimento extraordinário depois que passou a estudar no Colégio. Ela era muito tímida, não falava em público, tinha dificuldades em se comunicar, e cresceu muito nesses aspectos devido à apresentação oral de trabalhos na sala de aula.

Leia mais...

Reny Evandro Miolo - Administrador de Empresas

ESTÁ HÁ 3 ANOS NO TRILÍNGUE.

O que nos chamou atenção foi a didática e a forma como o colégio nos foi apresentado, pois, na perspectiva do mundo atual, o ensino das três línguas é fundamental; a organização e o cumprimento de prazos nas entregas das atividades são fatores que despertam o senso de responsabilidade. 

Leia mais...

Sandra Marlise Cescon De Moura - Arquiteta e Empresária

ESTÃO HÁ 3 ANOS NO TRILÍNGUE.

Percebi muita mudança nos meus filhos. Eles se desenvolveram muito em diversos aspectos, seja na linguagem, na questão de fixar uma meta, de planejar o futuro. Eles falam inglês com muita naturalidade, conversam com pessoas do mundo todo pela internet. Quando viemos conhecer a escola, a gestora Gislaine falou que eles precisavam se sentir felizes no Colégio, se não, não haveria motivo para estarem aqui.

Leia mais...

Keyse Lilian Roncaglio Cella - Funcionária Pública

SOPHIA ESTÁ NO COLÉGIO DESDE O PRÉ I, 2008 E SARAH COMEÇOU AGORA.

Em primeiro lugar, destaco a estrutura, que é bem diferenciada das outras escolas. É separada por níveis que tem seu espaço físico específico. Por isso, conseguem dar mais atenção para as crianças. Minha filha é dedicada, aprende brincando, não reclama, não se sente cansada, não tem aquele estresse com a carga horária.

Leia mais...

Página 1 de 2