TX EduXpert - шаблон joomla Новости
Quarta, Julho 24, 2019

13/02 - I Madrugadão do Conhecimento

Sexta-feira 13 assusta você? E passar uma noite de sexta-feira 13 na companhia de bruxas, monstros e vampiros o deixaria com medo?

O Colégio Trilíngue Inovação promoveu no dia 13 de fevereiro, sexta-feira, o I Madrugadão do conhecimento. O evento teve por finalidade integrar alunos do colégio com os amigos da comunidade. Também estava entre os objetivos, demonstrar a forma dinâmica e diferente de trabalho desenvolvido pelos professores no ensino médio. A experiência serviu para, de uma forma totalmente diferente, cativar e instigar os alunos na construção do conhecimento.

Os professores, caracterizados de bruxas, vampiros, corcundas e dos mais horripilantes personagens do folclore criados em torno da data, trabalharam conteúdos de suas disciplinas relacionados à temática da sexta-feira 13. Participaram do evento, além de nossos alunos de 7ª, 8ª e ensino médio, vários amigos e convidados.

Os assuntos abordados começaram pela Idade Média, percorrendo posteriormente a descoberta de métodos de conservação de cadáveres, produzindo vídeos e narrativas de terror, descobrindo a evolução do olhar humano sobre a ciência, desenvolvendo dinâmicas e atividades relacionadas às línguas inglesa e espanhola, assim como privilegiando momentos de descontração com a apresentação de músicas por parte dos alunos e professores. Tudo se passou em um ambiente sinistro e assustador, com velas acesas, muito mistério e, principalmente, muita superstição em torno da data sexta-feira 13.

Com certeza foi um momento para sair da rotina com muito aprendizado e divertimento, pois ter aula das 22 horas de sexta-feira até as 07 horas da manhã de sábado, foi uma experiência que todos guardarão para sempre em suas memórias. Os alunos que participaram já estão na expectativa de uma próxima edição e aqueles que não puderam estar presentes, já demonstraram ansiedade em participar de um próximo evento desta natureza.

O prazer de escrever através da narrativa 

A aula de português, no I Madrugadão do conhecimento do Colégio Trilíngue Inovação, contemplou a produção de texto. A tipologia escolhida foi a narração com a contação de uma história imaginária que acontecia com determinados personagens em um tempo e espaço definidos. O tema era sexta-feira 13.

Antes de iniciar, os alunos receberam um suporte técnico com informações sobre os tipos de redação. Após definidas as diferenças entre a descrição, a narração e a dissertação, foram explorados os sete elementos básicos da narração com narrador, enredo, personagens, tempo, espaço, clímax e desfecho.

Os alunos foram orientados quanto à estrutura básica do texto com introdução, desenvolvimento e conclusão e, dispostos em círculo, receberam uma introdução comum. A partir dela, tiveram como tarefa escrever o segundo parágrafo com o desenvolvimento, para a qual receberam apenas cinco minutos.

Encerrado este tempo, passaram a folha para o colega sentado à direita e receberam mais cinco minutos para fazer o terceiro parágrafo e continuar o suspense criado pelo narrador anterior. Cinco minutos foram marcados, as folhas circularam pela terceira vez e o relógio foi acionado para que fizessem o desfecho, concluindo a história.

De acordo com a responsável pela dinâmica, a professora Mirian Borges, com esta técnica, todos os alunos puderam compreender a estrutura básica de um texto, experimentaram a construção de forma criativa e descontraída e quebraram o paradigma de que escrever é uma tarefa difícil. 

A professora salienta que a prática de escrever textos é muito explorada nas aulas de português do Colégio Trilíngue Inovação. “Saber escrever é uma exigência do mercado de trabalho e o domínio da escrita como fonte de criação, conhecimento e interação social é sucesso profissional garantido”.

Apesar de ser uma atividade prazerosa, a professora constata que para muitas pessoas escrever um simples texto é tarefa tão árdua quanto falar em público: as palavras nunca parecem adequadas, as idéias recusam-se a seguir uma ordem lógica e o resultado final, quase sempre, fica abaixo das expectativas. Porém uma capacitação técnica ajuda e muito a melhorar o desempenho cotidiano.

O segredo está em utilizar a língua como uma ferramenta e por isso é importante seguir um aprendizado. “Escrever bem com certeza não acontece por milagre e nem se aprimora a escrita do dia para a noite. É como andar de bicicleta: uma questão de prática. E só se aprende tentando”, salienta.

Durante a aula de português do madrugadão do conhecimento, 48 textos foram escritos e, dentre eles, as melhores produções foram selecionadas. No final, uma comissão escolheu a narração campeã, produzida pelos alunos Venâncio Perin, da 7ª série, Iasmin Cantarelli e Suzana Spohr, ambas do ensino médio. A seguir a íntegra da redação:

Uma sexta-feira 13 

Nunca esquecerei aquela sexta-feira de agosto, que no calendário era marcada pelo número treze. Esperei meus pais dormirem e saí de casa apressado, pois a turma me aguardava na esquina. Fechei o portão, andei alguns metros e logo avistei os três parceiros que, naquela noite fria e macabra, viveriam comigo uma aventura que ficaria marcada para sempre em nossas vidas.

Depois que fechei o portão, olhei para os dois lados, receoso. Fui me aproximando de meus amigos Sandro e André, que fizeram sinal para eu andar rápido. Antes de eu sair de casa recebi um telefonema desesperado de Carla, uma amiga minha. Algo realmente errado havia acontecido, parecia que ela tinha sido atacada por algo.

Fiquei indeciso se seguiria com meus amigos a uma aventura, ou salvaria uma amiga em perigo. Após um breve diálogo com meus parceiros, decidimos transformar nossa aventura em um resgate. Fomos até a casa de Carla para ver o que tinha ocorrido. Quando chegamos lá, nos deparamos com algo inacreditável. Era realmente impossível acreditar que aquilo estivesse acontecendo.

Carla estava deitada no chão, cheia de sangue e toda descabelada. Fizemos tudo o que podíamos para acordá-la, mas nada adiantou. Ficamos desesperados, mas por sorte ela ainda estava respirando. De repente encontramos Márcio deitado na cozinha. No final ele acordou e contou que foi apenas uma brincadeira de sexta-feira 13.

I Madrugadão do Conhecimento