TX EduXpert - шаблон joomla Новости
Quarta, Julho 24, 2019

19/03 - Sexta feira 13 inovadora marca o Dia Nacional da Poesia

O Colégio Trilíngue Inovação realizou mais uma sexta feira 13 com didática diferenciada e inovadora. Como forma de comemoração do Dia Nacional da Poesia, 14 de março, houve a realização de um projeto que visa a construção do saber cultural, envolvendo todos os alunos que estudam na instituição e que os motivou a participar com muito entusiasmo.

O projeto, idealizado pelas professoras Maristela Silveira e Mirian Borges, com colaboração de Eduardo Dutra, Dirce Laufer e Silvana Cunha, foi denominado de Poesia Concreta e recebeu duas exposições denominadas “Fragmentos do Cotidiano” e “Releituras do Saber”. Além disso, houve declamações de poesias e o Momento Cívico. A entoação do Hino Nacional Brasileiro, atividade programada como parte do cotidiano dos alunos do colégio e que acontece quinzenalmente também não deixou de ser uma recitação de poesia.

Após o Momento Cívico, iniciaram-se as apresentações das poesias declamadas pelos alunos, que foram conhecimentos adquiridos em práticas nas salas de aula. Essas poesias foram adaptadas de acordo com a sensibilidade de cada indivíduo, buscando o prazer e o entusiasmo em recitar e buscar cada palavra. Ainda segundo a professora Maristela, “com a  exposição os alunos tiveram a oportunidade de pesquisar, produzir e apresentar, através de exposição e declamação de poesias, o que aprenderam. Ver esse trabalho concretizado  foi  gratificante para nós.”

O aluno Eduardo Vanoni, da 8ª série, mostrou satisfação em lembrar o Dia Nacional da Poesia, como uma marca do nascimento de Castro Alves, um dos maiores poetas da literatura nacional. Expressou também que foi curioso explorar o movimento da poesia concreta, deflagrado no Brasil na década de 50. Segundo ele, “no início quando eu soube que essa atividade seria realizada foi um pouco desesperador, porque eu não tinha idéia do que fazer e de como fazer, principalmente porque a maioria das nossas idéias não eram compatíveis com o estilo que se buscava. Porém, com o passar dos dias a experiência ficou um pouco mais divertida e no final a exposição foi boa”.

O movimento da poesia concreta, surgido em 1956, é um dos pilares da poesia brasileira do século XX, ainda com claros reflexos e irradiação na poesia contemporânea. Com mais de meio século de existência, continua marcando presença no cenário de hoje, tanto no Brasil quanto no exterior.  Ao trabalhar de forma integrada o som, a visualidade e o sentido das palavras, a poesia concreta propõe novos modos de fazer poesia, visando a uma ‘arte geral da palavra’.

Após serem inseridos neste contexto em sala de aula e experimentando esta poesia que coloca em jogo formas renovadas de sensibilidade, os alunos realizaram criações, que eram representadas em exposições de obras artísticas e poesia. A gestora Gislaine Baez ressalta que “o projeto visa instigar estudantes a buscar expressar sentimentos através de palavras e imagens, aumentando assim o crescimento humano e a preparação para os desafios do mundo”.

O evento contou com a presença de pais e amigos para prestigiarem os trabalhos. As exposições ficaram abertas a público, nos dias 13 e 14 de março.