Últimas Notícias

26/11 - I Congresso de Iniciação Científica Trilíngue

O I Congresso de Iniciação Científica Trilíngue, realizado nos dias 19 e 24 de novembro, nas instalações da Instituição, foi um surpresa para toda a comunidade escolar. A seriedade com a qual os alunos encararam o evento foi admirável e pode ser apreciada através da exposição de trabalhos de ótima qualidade, em apresentações orais e em pôsteres, que demonstraram o alto nível dos participantes. O evento incentivou a divulgação de trabalhos de pesquisa realizados por estudantes de 5ª série do ensino fundamental ao 1º ano do ensino médio e buscou estimular o interesse e o desenvolvimento de aptidões voltadas para os campos da ciência e tecnologia, por meio de participação em projetos de pesquisa, o que até então só ocorria no ensino superior.

A iniciativa reuniu uma seleção de 22 pesquisas científicas - nas áreas de Ciências, Matemática, História e Geografia - realizadas pelos alunos do Colégio Trilíngue Inovação, através de estudos aprofundados e embasados que foram encaminhados durante os anos letivos de 2008 e 2009. Nesse período, foram desenvolvidos artigos com temas delimitados pelo corpo docente da instituição. Além de exercitarem os três idiomas contemplados pelo Colégio, os educandos foram capacitados a utilizar a formatação científica, desenvolvida a partir das normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e adaptada para o Ensino Básico.

Participaram da mesa de honra que analisou as apresentações: a Profª Denise Busetto, representando a Secretaria da Educação; Ms. Raquel Aparecida Pegoraro, Coordenadora do Curso de Sistema de Informação, representando a Unoesc Chapecó; Ms. e Doutoranda Jussara Nair Wollf; Sr. Luciano Buligon, Secretário de Desenvolvimento Regional do Estado,: Ms e Dr. Mario Miranda, Engenheiro Agrônomo; Alceu Mazioni, Gerente Regional de Ensino; Profª Leila Claudia Maciel Tossi e a Profª Ione Inês Pinsson Slongo.

Vídeo I Congresso de Iniciação Científica Trilíngue

{youtube}37fwW8YBMc4{/youtube}

24/11 - Bons profissionais preparam bons aprendizes

Recentemente o professor de taekwondo do Colégio Trilíngue Inovação, Ivanio Hermes, comemorou a vitória de 2º lugar masculino e 3º lugar feminino de seus atletas aprendizes nos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC) 2009. Disputa anterior a esta ocorreu no dia 25 de outubro, oportunidade na qual festejou um prêmio muito considerável no Estado de Santa Catarina, quando também o aluno da Instituição, Rafael Scalvi, recebeu a medalha de 4ª colocação no Campeonato Estadual de Taekwondo.

Este, entre outros destaques, é um dos perfis que formam o quadro docente da Instituição. O Professor Hermes é graduado em educação física e atualmente é faixa preta 3º DAN em taekwondo. Segundo ele, “como faz parte da política pedagógica a disciplina e o espírito de superação, buscamos desenvolver em nós mesmos estas virtudes para posteriormente cativá-las em nossos alunos”.

Profissionais competentes e altamente capacitados formam o quadro pedagógico do Colégio Trilíngue Inovação. Segundo a Gestora Ms. Gislaine Moreira Nunes Baez, “para se atingir uma meta na formação de nossos alunos, temos que contar com um quadro pedagógico preparado e com experiência para essa formação. Assim cada qual deverá ter uma ótima formação e um ótimo desempenho dentro das suas capacidades”.

A Escolinha de Taekwondo do Trilíngue atualmente realiza treinos todas as segundas e quartas-feiras das 10h às 11h da manhã. Os treinos desenvolvem nos alunos, coordenação motora, espírito competitivo e de superação, disciplina e o próprio incentivo ao esporte que contribui para abolir da vida o sedentarismo.

18/11 - Escritor Kalunga faz show no Trilíngue

{gallery}2009,single=kalunga.jpg,salign=left,connect=sige{/gallery}

Perceber a poesia não apenas como gênero literário, mas também como suporte para melhor trabalhar e entender a prosa. Este foi o objetivo da visita que o poeta Kalunga fez aos alunos e professores do Colégio Trilíngue Inovação no último dia 10 de novembro. O escritor realizou um show regado de muitas histórias e brincadeiras, para os alunos do 1º ano a 4ª série, e provocou nos estudantes e docentes questionamentos sobre a realidade que os cerca, procurando fazer com que cada um identificasse o próprio papel de agente transformador e promotor do hábito de leitura.

O escritor gaúcho, que atende pelo pseudônimo de Kalunga, é na verdade Carlos Heráclito Mello Neves. Além de poeta, é contista, animador cultural, compositor, oficineiro e palestrante. Natural de Jaguarão no RS tem formação em Letras, pós-graduação em Gestão de Recursos Humanos é bacharel em Direito e participa, entre outros projetos, do Autor Presente, do Instituto Estadual do Livro, e Adote Um Escritor, da Câmara Riograndense do Livro, ambos no RS.

{gallery}2009,single=kalunga1.jpg,salign=left,connect=sige{/gallery}

Durante a tarde, os alunos participaram de oficinas de poesia/prosa, nas quais foram trabalhadas atividades práticas de estímulo à criatividade. Os estudantes também foram brindados com um show que teve como principais atrativos a interatividade que se estabeleceu por meio de um trabalho lúdico com poesia,  canções infantis do próprio escritor e de outros compositores, contação de histórias e brincadeiras pedagógicas.

À noite o encontro aconteceu com os professores que puderam, através de atividades práticas, analisar de maneira crítica e construtiva, o que leva grande parte das crianças a não cultivar o hábito da leitura e foram estimulados a pensar em atitudes criativas para reverter este quadro. Além disso, desenvolveram atividades de comunicação oral, postura, dramatização, senso crítico e trabalho em equipe, que os capacitou a abordar os conceitos científicos através de dinâmicas, músicas e poesias.

Despertar o gosto pela leitura desde cedo é uma política pedagógica do Trilíngue. Buscar formas inovadoras de cativar esta ideia é o principal canal de acesso a este objetivo. A Gestora Ms. Gislaine Moreira Nunes Baez salienta que “práticas como esta de buscar talentos para motivar os alunos, acabam também por atrair o interesse de todas as idades. Além disso, palavras com gestos e afetividade têm mais efeito no processo cognitivo do que simples métodos didáticos de repetição. Interagir com as histórias contadas, cria o desejo de participação e, acima de tudo, desencadeia, de forma lúdica, o interesse pela leitura”, garante.

12/11 - Alunos Trilíngue recebem medalha de prata e bronze

A XII Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), que é organizada pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB) e com Furnas Centrais Elétricas S/A, foi realizada em 2009, no Brasil, para comemorar o Ano Internacional da Astronomia. O Colégio Trilíngue Inovação está entre as escolas de Chapecó que participou da competição e, nesta semana, três alunos foram contemplados com medalhas por terem sido classificados entre as melhores 20 mil notas do país. Por este mérito, os estudantes Luiza Sandrin e Rafael Pinetti receberam medalhas de prata e Cezar Augusto Slongo a medalha de bronze.

{gallery}2009,single=oba.jpg,salign=left,connect=sige{/gallery}

Além de fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia, Astronáutica e ciências afins, a OBA tem por objetivo promover a difusão dos conhecimentos básicos de uma forma lúdica e cooperativa, mobilizando os estudantes num mutirão nacional. Contudo, não só os alunos foram beneficiados. Toda a comunidade escolar, planetários, observatórios municipais e particulares, espaços, centros e museus de ciência, associações e clubes de Astronomia, astrônomos profissionais e amadores e instituições voltadas às atividades aeroespaciais também foram contempladas. Segundo a Gestora Ms. Gislaine Moreira Nunes Baez, “além de incentivar o interesse dos alunos na área, esta participação da Olimpíada objetiva desenvolver a superação e a familiarização em concursos”.

Este ano a OBA foi realizada no dia 15 de maio em todas as escolas previamente cadastradas e aconteceu em uma única fase. No entanto, a prova se dividiu em quatro níveis, de acordo com as séries dos participantes. A solenidade para entrega das medalhas ficou sob a responsabilidade das instituições educacionais. No Trilíngue, esta entrega aconteceu nas dependências do estabelecimento, às 14 horas do dia 11 de novembro.

04/11 - Uma aula sem crise econômica

As sucessivas crises econômicas estão sempre em pauta nas conversas familiares. O assunto também invade os lares diariamente através dos meios de comunicação que utilizam expressões desconhecidas pelo universo infantil. Para levar os alunos do 2º e 3º ano do Ensino Fundamental a compreenderem esse tema, a professora Elisangela Mombanque criou uma aula lúdica sobre o sistema monetário.

{gallery}2009,single=crisis_economica.jpg,salign=left,connect=sige{/gallery}

O desafio era levá-los a entender o assunto através de uma atividade divertida, com linguagem adequada e, ao mesmo tempo, levantar e despertar questões importantes sobre civilidade. Por isso, o objetivo da aula foi colocar na prática a necessidade de aprender sobre sistemas monetários de diferentes países e experimentar o sistema de atacado e varejo utilizado no comércio.

Os alunos criaram lojas com produtos que trouxeram de casa e, para concretizar o comercio, deram nomes aos estabelecimentos e usaram dinheiro fictício para a compra e a venda das mercadorias. A aula ocorreu de forma descontraída e dinâmica em que, além de exercitarem cálculos matemáticos de aritmética, foram inseridos assuntos como a educação financeira e empreendedora, relações comerciais e o apego aos bens materiais.

Na prática, os alunos movimentaram o comércio utilizando dinheiro para comprar. As lojas, por sua vez, lucraram e deram seguimento ao ciclo, gastando o que ganharam em outros tipos de comércio e assim sucessivamente, dando um efeito de circularidade à atividade. Com este método, a professora explicou que a crise econômica mundial nada mais é do que a falta de dinheiro para alimentar o ciclo comercial.

A aula terminou com a satisfação dos alunos de terem comprado o que necessitavam e lucrarem com o próprio trabalho. Dessa forma, adquiriram um pacote de conhecimento através da brincadeira. Na oportunidade, a interdisciplinaridade e a vivência mostraram-se instrumentos eficazes para levá-los a aprender e lidar com este assunto que, em princípio, parece tão distante da realidade infantil.

A Gestora Ms. Gislaine Moreira Nunes Baez ressalta que, com esta proposta de ensino inovador, através de uma política educacional de interdisciplinaridade, com aulas lúdicas e educação humana, o Colégio Trilíngue Inovação deseja preparar os alunos para os desafios que o mundo oferece. “Os resultados práticos serão avaliados, quando os alunos tiverem a oportunidade de enfrentar as mais diversas situações em suas vidas”, conclui ressaltando que a realidade econômica mundial aponta para a necessidade de preparar cidadãos capazes de driblar crises com criatividade e raciocínio lógico.

Página 73 de 88